sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Trent Reznor: “Manson é uma pessoa com muito talento”

Novas informações sobre o filme Splatter Sisters com a participação de Marilyn Manson

Confira a entrevista feita pelo fã-site francês MMFR com o diretor e roteirista do filme Splatter Sisters, Adam Bhala Lough que conta com a participação de Marilyn Manson como o personagem Lars.
Adam, diga-me um pouco sobre você e seu trabalho, quem é você?
Eu sou um cineastra, roteirista, faço isso há 10 anos. Minha biografia está aqui
O projeto do filme Splatter Sisters ainda está de pé ou ele foi cancelado devido ao rompimento entre Marilyn Manson e Evan Rachel Wood no ano passado? (Se o filme ainda estiver de pé, como você está fazendo para reorganizá-lo?)
O filme sempre esteve de pé. Não há a necessidade de reorganizá-lo sendo que nada foi desorganizado em nenhum momento. Todos os envolvidos são profissionais e nós não deixamos nossa vida pessoal afetar nossos negócios.
Você descreve Splatter Sisters como um filme de exploração sexual, serial killer, matança. Como você faz para misturar todos esses gêneros cinematográficos?
Organicalmente, alguns gêneros estão na escrita, alguns nos personagens, alguns na música, alguns nas cenas. É tudo jogado no liquidificador.
Com Splatter Sisters você inaugura um novo sub-gênero do terror que você chama de “Shinemax”. Do que ele é feito?
Não é um sub-gênero do terror por si só, é mais como um movimento diante a captura do olhar e sensação de filmes “Skinemax” da minha infância, noite em claro desperdiçadas com programas com amplos peitos e bundas, violência gratuita e aquele sentimento que você tem esperar por aquele programa maluco que você viu no guia de programação e você nem mesmo se preocupa sobre o que é, você só se importa que o título é “Hollywood Hot Tub 3″ e diz NUDEZ.
Como o enredo de Splatter Sisters se desenvolveu?
Se desenvolveu de uma sessão de roteiros com Sebastian Demian no rancho que ele morava há quase 5 anos atrás. O rancho não tinha luzes e móveis, e foi infestada por aranhas e eles gravavam músicas lá. Parei lá no meu caminho de Los Angeles para São Francisco e fiquei preso por 13 dias e nós escrevemos o enredo do filme. Voltei a Nova Iorque e passei grande parte dos 3 anos roterizando o script baseado naquele roteiro.
Você sempre disse que duas lindas garotas estão sob controle mental por Lars, o líder de uma banda de Death Metal. Podemos facilmente entender o porque da escolha de Marilyn Manson para interpretar o personagem Lars, é uma perfeita combinação em vários níveis, há algum diferença entre os dois? E esse papel foi escrito para Marilyn Manson ou apenas fortemente inspirado por ele e o que tem por trás?
Há provavelmente mais diferenças entre Lars e Manson do que semelhanças. Lars é um músico esforçado e introvertido. Manson é uma pessoa extrovertida, com uma personalidade maior que a vida. Mas a semelhança é que ambos exercem um poder super-sexual sobre as mulher (e homens) no palco, ou fora dele.
Lars é realmente um samurai? Não consigo imaginar Manson em uma roupa de samurai tentando lutar com uma espada…
Sim, ele é um samurai, mas ele não usa uma roupa, ele veste uma calça de couro. (risos)
Houve alguma hesitação em fazer o filme?
Absolutamente não, uma vez que começo a escrever algo eu tenho a intenção de ir até o fim. Isso se transforma em parte de mim.
É verdade que Marilyn Manson irá formar uma nova banda, gravar um álbum e sair em turnê pelo mundo, para promover Splatter Sisters?
É verdade e vai acontecer.
Qual(is) talento(s) Marilyn Manson irá incorporar no filme?
Música, atuação, alguns design, eu espero porque ele é um grande artista visual, etc.
A produção começará em breve?
Sim, muito em breve.

Trent Reznor: “Manson é uma pessoa com muito talento”


O site Antiquiet transcreveu parte da entrevista realizada com Trent Reznor em um evento realizado no New York Times, e que nos permite saber alguns de seus planos e projetos para esse ano. Dentre outras questões, Trent foi peguntado sobre a possibilidade de voltar a colaborar com Marilyn Manson, a resposta do vocalista do NIN foi um tanto surpreendente: “Sim, estou aberto a o que seja. (Manson) é uma pessoa com muito talento… tivemos nossos problemas, mas agora sou um adulto… me visto bem.
Lembrando que ano passado Trent falou poucas e boas sobre Manson a revista Spin. Seria esse o primeiro passo para os dois voltarem a trabalha juntos novamente?

0 comentários:

Postar um comentário

Novos Parceiros